O lihno e usado na fabricação de cordas e tecidos desde o Egito Antigo, a linhaça é uma semente originária do linho. Apesar dessa utilidade que provém de muitos séculos, o seu agente mais poderoso encontra-se nas sementes. Servido como alimento, a semente além de ter muitos nutrientes, ainda é saborosa.

Óleo de linhaça dourada

Positivo para a saúde, o óleo de linhaça dourada é composto por diversos nutrientes importantes para a nossa dieta. O principal deles é o ômega 3, uma substância que deve ser ingerida diariamente.

Como fazer óleo de linhaça

Uma das maneiras de consumir a semente é através do óleo, por isso, nesse texto vamos te ensinar o passo a passode como fazer óleo de linhaça

Óleo de linhaça para que serve

Neste artigo conhecere-mos direitinho para que serve o óleo de linhaça e os imensos benefícios para nosso corpo e para o organismo e outras utilidades dele

Como tomar óleo de linhaça

Encher uma colher de oleo ou uma capsula e acrescentá-lo em suas refeições. Para que os resultados surtam efeito repetir o procedimento a cada refeição

O que é o óleo de linhaça?

A partir da linhaça é produzido o óleo de linhaça. Ele atrai as pessoas por ser rico em ácidos graxos ômega 3 e 6. Essas substâncias são excelentes no combate a doenças cardiovasculares, pois auxiliam no controle dos triglicérides e do colesterol.

A presença das vitaminas C, do complexo B, além de fibras, minerais e proteínas, faz com que o óleo de linhaça torne-se um alimento tão importante. E é exatamente por causa de tantos benefícios, que é considerado um alimento funcional, pois atua em várias áreas do corpo, fortalecendo o sistema imunológico e trabalhando na prevenção de alguns tipos de câncer.

Existe dois tipos de linhaça, portanto, pode ser extraído óleo das duas. A linhaça dourada consegue liberar até 43% de óleo no total. Já a marrom, 44%. O que acaba diferenciando mais é o sabor, que no óleo da linhaça dourada é mais suave e no da marrom um pouco mais amargo.

Óleo de linhaça: benefícios

Uso interno

Além do uso da semente de linhaça na sua forma ‘normal’, o seu consumo também pode ser feito através da farinha ou ainda pelo óleo que é extraído das sementes. Ele pode ser usado tanto na preparação de pratos como no tempero de saladas. É muito usado em dietas pois seus ácidos graxos tem o poder de acelerar o metabolismo.

Fora os benefícios já citados anteriormente, o óleo de linhaça ajuda na irrigação sanguínea e na elasticidade das artérias, o que é importante no combate ao colesterol ruim. Outra grande utilidade para a saúde, é o auxílio que o óleo dá ao corpo humano na absorção de cálcio, combatendo o aparecimento da osteoporose.

Para as mulheres, o óleo de linhaça ajuda na prevenção ao câncer de mama e alivia os sintomas da TPM. Existe ainda a presença de lignana, uma substância que atua como substituta do estrógeno, que é o hormônio feminino que sofre de redução com a chegada da menopausa. Com essa reposição natural, os sintomas podem ser minimizados.

O recomendável para ingestão diária do óleo de linhaça é tomar, durante as refeições de 1 a 2 cápsulas ou ainda de 1 a 2 colheres de sopa, na sua forma líquida. O consumo do óleo de linhaça também ajuda no combate às rugas e ao envelhecimento precoce. Cápsulas com o óleo de linhaça também podem ser consumidas, porém, uma consulta com um médico nutrólogo é sempre recomendável antes de começar qualquer mudança na alimentação.

Uso externo

Se já não bastasse todos os benefícios que a linhaça pode trazer para o organismo, o seu óleo - da mesma forma como muitas pessoas usam o óleo de côco - ainda pode ser utilizado na área da estética, tanto para a pele quanto nos cabelos. E essa utilidade já é tão conhecida na indústria dos cosméticos, que produtos com os seus componentes já são vendidos junto com xampus e condicionadores.

Para o cabelo, o uso do óleo de linhaça dá brilho, maciez e força, além de reduzir o frizz e promover a nutrição. Algumas gotas podem ser colocadas no produto que a pessoa tenha em casa, porém o recomendável é não colocar o óleo diretamente na raiz, para que não fique oleosa.

Contraindicações

Apesar de poucas, elas existem. Por exemplo, crianças com menos de seis meses não devem ingerir a linhaça pois seu aparelho digestivo ainda não está totalmente desenvolvido. Além disso, pessoas que possuam esclerose sistêmica também devem evitar, pois podem ficar com prisão de ventre.

O indicado, pela grande quantidade de fibras que a linhaça possui, é ingerir bastante água para que ela consiga ser absorvida na sua totalidade. Deve-se também ingeri-la aos poucos e ficar atento com relação a reações alérgicas que possam surgir.

Certamente isso também lhe interessará:

 

Se você gostou, não esqueça de avaliar o artigo

Avaliação: 0/5 (0 votos)
Por favor, ajude-nos a compartilhar esta página em suas redes sociais para que possamos alcançar mais pessoas que precisam de nossa ajuda nesses temas. Você só precisa clicar em um dos botões abaixo. Obrigado!

Participa, deixe seu comentário